Gravidez após 35 anos? A Realidade no Brasil

Nos últimos 20 anos, a gravidez após os 35 anos de idade no Brasil cresceu 65%.

Segundo levantamento dos dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos do Ministério da Saúde do Brasil, o número de mulheres que deram à luz entre os 35 e os 39 anos aumentou 71% nos últimos 20 anos no país. Entre a faixa de mulheres de 40 a 44 anos cresceu 50%.

Nascimentos de bebês com mães entre 20 a 29 anos caíram 15%.

Os determinantes são claros: os papéis femininos mudaram. Mulheres passaram a integrar cada vez mais o mercado de trabalho, dividindo a responsabilidade econômica do lar com os homens, elegendo outras prioridades e papéis além do casamento e dos filhos. Estudam, se dedicam à carreira, casam-se mais tarde, querem curtir mais a vida e vão assim postergando a gravidez. Algumas mulheres não querem perder a independência e autonomia.

A fertilidade feminina começa a cair a partir dos 25 anos e piora depois dos 35. A chance de uma mulher engravidar em um ciclo menstrual é de 20% a 25% e ao longo do ano cerca de 80% engravidam; já aos 40 anos, a chance diminui para 8%. Existe um preço a ser pago ao se adiar tanto a gravidez. A maior causa de infertilidade é a idade materna avançada.

E a Fertilização in Vitro?

Existe uma falsa sensação de que a fertilização in vitro corrigirá o problema! Os resultados de sucesso num tratamento de FIV Fertilização in vitro variam de 40% para uma mulher de 35 anos, 15% para quem tem 40 anos e 4% para quem tem entre 42 a 45 anos.

Da mesma forma, CONGELAR óvulos imaginando resolver este problema não é garantia de sucesso. Outro problema oriundo da idade materna avançada é a elevação progressiva do risco de bebês com anomalias cromossômicas, como a Síndrome de Down que pula de 1 em cada 1.000 aos 30 anos, para 1 a cada 400 aos 35 anos e 1 a cada 100 (1%) aos 40 anos.

Leia  O que é Obstetrícia e o que faz um Obstetra?

Com a idade ocorrerão também maiores riscos de abortos espontâneos, pré-eclâmpsia e diabetes gestacional.

O recomendado, em geral, é que as mulheres, caso queiram ter filhos, que os tenham de preferência até os 35 anos de idade.

Um fator muito importante, para o sucesso na gravidez e no parto, será procurar um médico ginecologista e obstetra de sua confiança antes de engravidar!

Se gostou, compartilhe!
Exclusivo para agendar consultas!