8 Motivos para se alimentar bem na gravidez

Você sabia que aproximadamente 40% das gestantes não atingem a recomendação de ganho de peso? Apesar de ser mais comum entre aquelas que iniciam a gestação com excesso de peso, também é frequente entre as mulheres com peso adequado.

Por que você deve se preocupar com sua alimentação durante a gestação?

Em geral, o ganho de peso gestacional recomendado pode ser atingido com alimentação saudável e orientação nutricional adequada. Tanto a mulher quanto o bebê saem ganhando quando a alimentação é feita de forma saudável, equilibrada e variada.

Seguem alguns motivos para você querer se alimentar bem e seguir uma orientação nutricional na gestação:

1 – A alimentação adequada é fundamental para o controle do ganho de peso gestacional, que se inadequado (inferior ou superior ao recomendado) aumenta o risco de intercorrências indesejáveis na gestação.

2 – Evitar a perda de peso na gestação. Perder peso nesta fase da vida NÃO é indicado em nenhum caso! Mesmo mulheres que começam a gestação com excesso de peso devem ganhar peso para garantir o desenvolvimento adequado do bebê! No entanto, a recomendação de ganho de peso é individual, e depende do estado nutricional antes da gravidez.

3 – Evitar o ganho de peso excessivo, que é um fator de risco para diabetes gestacional e hipertensão gestacional.

4 – Aumentar as chances do bebê nascer com o peso adequado (≥2,5 e <4,0 kg). Vale lembrar que tanto o baixo peso ao nascer quanto a macrossomia (≥4 kg) estão associados a problemas de saúde para o bebê em curto prazo, mas também em longo prazo, já tendo sido relacionados com obesidade, diabetes e doença cardiovascular na vida adulta.

5 – Aumentar a chance de parto normal (caso a mãe queira), favorecendo a transferência de microbiota da mãe para o bebê, e então colaborando para a formação da imunidade e proteção contra doenças! Além disso, o parto normal também tem benefícios para mãe, como uma recuperação mais rápida.

Leia  Alimentação na gestação: 3 Dicas importantes

6 – Auxiliar o manejo/evitar sintomas comuns na gestação como náuseas, azia e constipação intestinal.

7 – Garantir o aporte adequado de vitaminas e minerais para a mãe e para o bebê. Lembre-se que durante este período a única fonte de nutrientes do bebê é a alimentação materna.

8. Permitir o contato do bebê com os sabores/odores provenientes de alimentação variada consumida pela gestante. É sabido que o contato do bebê com diversidade de sabores ainda no útero facilita a aceitação de alimentos e se relaciona com a formação de hábitos alimentares mais saudáveis na infância, como por exemplo consumo de frutas e vegetais.

Doces de suspiro coloridos empilhados em tons de rosa, amarelo e bege
Cuidado com alimentos pouco nutritivos e muito calóricos

Esses são alguns motivos para se alimentar de forma saudável na gestação! Como percebemos este período é importante para saúde da mãe e do bebê, em curto prazo, mas também em longo prazo, podendo evitar a ocorrência de doenças na vida adulta!

Além disso, lembre-se que alimentação saudável é recomendada para todos, e em pouco tempo o bebê precisará seguir o exemplo das mamães para se alimentar bem. Sendo assim, vale pensar na gestação como uma janela de oportunidade para melhorar hábitos alimentares e também de estilo de vida, favorecendo assim o desenvolvimento adequado do bebê e futuramente do adulto.

Se gostou, compartilhe!
Exclusivo para agendar consultas!